10 de março de 2015

TODA A LOJA COM 50% DE DESCONTO!


É isso mesmo! Estamos com o mês de março e abril todo com uma super promoção!
Todos nossos produtos, lingeries, fantasias, acessórios, inclusive importados com 50% de DESCONTO!

Mas corra... o estoque é limitado!





4 de março de 2015

O poder do Pole Dance

Vídeo emocionante mostra o poder do pole dance na vida das mulheres

Confira como para algumas mulheres o pole dance é muito mais do que parecer sexy para as pessoas.

Que o Pole Dance tomou conta de academias e é praticado por muitas mulheres como forma de atividade física todo mudo já sabe. Mas um vídeo que está circulando na internet desde a última quarta-feira (18) mostra que a prática também pode se tornar quase um ato de libertação feminina.
O vídeo iniciado por meio de uma campanha do Kickstarter mostra que esse tipo de dança envolve muito mais do que parecer sexy para quem assiste. (Reprodução)
O vídeo iniciado por meio de uma campanha do Kickstarter mostra que esse tipo de dança envolve muito mais do que parecer sexy para quem assiste. (Reprodução)
Em pouco mais de cinco minutos, 16 mulheres seguram placas com os motivos que as levaram a praticar o estilo. Algumas são ativistas, outras souberam da atividade por meio de amigas e umas dançam pelo simples fato de se sentirem mais confiantes.
Um das mulheres fala “Por que eu curei o que eles tentaram quebrar” (tradução livre), talvez como uma forma de lidar com o preconceito. (Reprodução)
Um das mulheres fala “Por que eu curei o que eles tentaram quebrar” (tradução livre), talvez como uma forma de lidar com o preconceito. (Reprodução)
No vídeo chamado de “Why I Dance”, inicialmente elas seguram placas com os “rótulos” que possuem no mundo e depois com os motivos que as levaram a praticar o Pole Dance.
“Por que a expressão da minha sexualidade não nega minha: integridade, inteligência e autonomia” (tradução livre). (Reprodução)
“Por que a expressão da minha sexualidade não nega minha: integridade, inteligência e autonomia” (tradução livre). (Reprodução)
Amy Main, atriz e uma das produtoras do vídeo, comentou no blog oficial do “Why I Dance” sobre como sua vida mudou depois de apostar no pole dance. “Meu encontro inicial com o pole dance me permitiu explorar e apreciar minha sexualidade de uma maneira que nunca havia feito”.
Assista ao vídeo no link abaixo e inspire-se!

5 de fevereiro de 2015

Idosa derruba estereótipo sobre envelhecimento

Mark Twain disse uma vez "A idade é uma questão da mente sobre a matéria. Se você não se importa, não importa." Mas, com os estereótipos negativos sobre o envelhecimento na mídia, fica difícil não associar a velhice com nada além de dores, aflições, fraqueza e falta de liberdade e mobilidade. Então, para descobrir a verdade sobre o envelhecimento, o jornalista e fotógrafo Vladimir Yakovlev saiu em busca de descobrir se a idade realmente nada tem a ver com a felicidade ou a capacidade de realizar grandes coisas.
Aos 56 anos Yakovlev disse que era a sua própria curiosidade sobre o envelhecimento que o levou à série "The Age of Happiness" ("A idade da felicidade", em português). "Era uma questão pessoal", disse Yakovlev em um email ao The Huffington Post. "Eu quero saber o quanto eu posso afetar/influenciar tudo o que a minha vida será após os 70."
Por quase cinco anos Yakovlev viajou para a Europa, China e Estados Unidos e conheceu pessoas incríveis de 60, 70, 80 ou mais que não estão se deixando paralisar pela idade. Estas fotografias impressionantes revelam indivíduos que estão realizando coisas que eles nunca pensaram que fosse possível, especialmente em uma idade mais avançada.
Eles são maratonistas, skatistas, patinadores de gelo e DJs. Tem até mesmo uma mulher de 60 e poucos anos fazendo pole dance. O que o fotógrafo aprendeu com as dezenas de idosos inspiradores que conheceu? "Que depois dos 60 pode ser o melhor momento da sua vida. Eu posso ser feliz ", ele disse.
Greta Pontarelli tem 63 anos. Ela só começou a pole dance há dois anos, quando foi diagnosticada com osteoporose, doença que destrói a densidade óssea. "Para fortalecer meus ossos, eu precisava de exercícios extenuantes. Mas só levantamento de peso era muito chato. Foi por isso que eu busquei a pole dance."

4 de fevereiro de 2015

Pole Dance embaixo d'água


Se você acha pole dance fácil, imagine embaixo da água! Dançarinas em Auckland, na Nova Zelândia, fizeram a performance para serem fotografadas pelo americano Brett Stanley. Para sua série fotográfica, Stanley usou cinco modelos. Para o show embaixo da água, elas tiveram de aprender a prender a respiração por longos períodos e, em seguida, treinar abrir os olhos. Devido à relativa falta de gravidade, as bailarinas tiveram de adaptar seus movimentos e posições. E claro, uma boa maquiagem à prova d’água também não poderia faltar. Stanley fez fotos de pole dance em terra firme, mas as fotografias não ficaram tão legais quanto as submersas.








3 de fevereiro de 2015

Preconceito

Pole Dance não é pau de puta

Eu sei que vocês adoram um pau de puta. Não neguem. Mas deixando o humor um pouco de lado e saciando melhor a curiosidade de vocês, vamos falar da prática do pole dance. Sim, eu pratico pole dance (lidem com isso).
Obs: este não é um artigo histórico e sim apenas um resumo de alguns fatos encontrados em diversas fontes.
FATO Nº 01: POLE DANCE NÃO É PAU DE PUTA
tpmsemanal-poledance-04
cês lembram da Alzira daquela novela as 8?
Primeiro por que toda mulher é puta, seja sempre, seja alguma vez na vida, e isso não tem nada a ver com a sua definição de “puta”. Mas isso eu vou deixar pra outro texto por que é muita ~polêmica~ pra um post só…
O pole dance é mais velho que você (SIM!), e passou por diversas culturas até chegar ao que é hoje, trazendo consigo diversas influências de outras práticas como o yoga e o burlesco. Acabou levando fama de ~puta~ (quem nunca, né?) por que era muito praticado em boates e casas de strip devido à sua vertente sensual.
FATO Nº 02: POLE DANCE É ESPORTE
Uma das suas influências do pole dance vem da Índia, onde desde o século XII seus habitantes praticam uma variante de yoga – a Mallakhamb – com o auxílio de poste de madeira e cordas. Há cerca de 250 anos, essa modalidade tomou força como disciplina esportiva. Vocês já devem ter visto rolando pelo Facebook o vídeo do molequinho matando a pau em uma apresentação desse estilo. (fonte)
tpmsemanal-poledance-01
Hoje em dia é muito comum ouvir falar de pole fitness, uma vertente do pole dance que também é muito praticada por homens. Já já eu explico mais sobre essas vertentes…
FATO Nº 03: POLE DANCE É DANÇA
Outra influência é da França e do seu estilo burlesco (ou burlesque), encontrado desde o século XVII e de origem vinculada à Comédia dell’arte. A famosa casa de shows Moulin Rouge (Paris) teve grande contribuição para que as performances se tornassem mais sensuais e conhecidas.
Mas foi nos Estados Unidos que a dança tomou forma nos anos 1920 e 1930, em pequenas apresentações de dançarinas nas feiras que cruzavam o país. O primeiro registro da forma atual do pole dance data de 1968, no Oregon; e ao longo dos anos 70 e 80 a prática se popularizou nas casas noturnas. (fonte)
tpmsemanal-poledance-03
FATO Nº 04: POLE DANCE É SENSUALIDADE
Sim, também é. Pole dance é meio Barbie e seu antigo slogan: tudo que você quer ser.
Dá pra ser só atividade física, dá pra ser dança, dá pra ser acrobático, sensual, divertido e tudo mais. Nestes quase 2 anos como praticante, aprendi algumas coisinhas e por isso vou contar um pouco disso pra vocês:
Pole fitness: É a parte mais focada no uso do pole (barra) para exercícios de força e equilíbrio. Muitos homens praticam essa modalidade, meu namorado, inclusive. E foi com ele que descobri as maravilhas que o pole pode nos proporcionar.
tpmsemanal-poledance-05
Por favor, meninas, foco no assunto, não nos músculos do modelo.
pole dance coreográfico já é mais focado na dança e sensualidade, desenvolvendo uma coreografia com os movimentos na barra. Sei que existem por aí também aulas específicas depole dance sensual, que é (como diz o nome) focado na sensualidade.
Minhas aulas sempre foram super bem divididas entre todas as categorias. Trabalhamos bem os músculos, a força e equilíbrio para então trabalhar alguns movimentos coreográficos e aplicar a sensualidade. Essa fusão é a ideal, na minha opinião. Assim dá para experimentar um pouco de tudo!
O importante é que o pole dance é um exercício maravilhoso: trabalha sua auto estima, seu corpo e sua atitude. Sim, dá pra trocar a academia por pole dance! Eu, que odeio academia, escolhi praticar acrobacias e dança como exercícios e me fez super bem, pois faço com gosto <3 p="">
Aliás, outra coisa séria: NÃO PRECISA TER “CORPO” PRA FAZER POLE. Muita, mas muuuuuita menina me disse que adoraria praticar mas não faz por que se acha gorda ou feia de corpo. Vamos só quebrar esses mitos aqui rapidinho, vem comigo:
  1. Qualquer tipo físico pode praticar pole.
  2. Não se pratica de biquíni. Nas aulas, usamos roupas confortáveis porém curtas, pois precisa-se do atrito da pele contra o pole (shortinho e blusinha ou top).
  3. Ninguém vai julgar teu corpo. Todas são mulheres e todas tem suas marcas, formas, etc. Você vai perceber logo após as primeiras aulas que se sente muito à vontade com suas novas colegas e que todas são exatamente igual à você.
  4. Não existe pré-requisito pra começar a fazer aula
  5. Locais que oferecem aulas são mais comuns do que você imagina. Procure na sua cidade, no Google, encontre, experimente!

15 de janeiro de 2015

Após bullying, jornalista emagrece 36 kg com dieta e pole dance no AM

Thynara cansou de piadas por conta do peso e resolveu mudar de vida. Nova rotina inclui sessões diárias de exercícios físicos e dieta balanceada


Quando entrou na faculdade, em 2009, a jornalista Thynara Oliveira, de 23 anos, resolveu deixar os doces, refrigerantes e alimentos calóricos no passado. Cansada de ouvir todo tipo de piadas e apelidos depreciativos por conta de seu peso - com 17 anos, pesava 96 kg -. ela não quis saber de se lamentar. Começou a frequentar a academia e mudou totalmente a alimentação. Com 36 kg a menos e a autoestima recuperada, hoje ela exibe, orgulhosa, o resultado de mais de quatro anos de trabalho. As conquistas, segundo ela, são frutos de uma readequação alimentar e a sessões semanais de pole dance.
Thynara conta que nunca teve problemas de saúde por conta do peso. Mesmo assim, não conseguia gostar do que via no espelho. 
 - Sofria, desde criança, do tão falado bullying. Era chamada de botijão de gás, baleia e outros termos. Isso fez com que eu desejasse mudar minha vida e meu peso. Havia momentos em que eu era confundida com uma pessoa grávida e eu ficava realmente magoada - relembra.

- Machuca ser julgada por sua forma física e não por seu caráter. Nossa sociedade, infelizmente, vive de aparências. Eu estava ficando depressiva. Quanto mais eu pensava que teria de passar por uma verdadeira maratona para achar sapato e vestido quando terminasse a faculdade eu chorava mais e mais - conta.
Foi aí que Thyanara decidiu mudar de vida. Antes sedentária e com uma dieta cheia de calorias, ela tornou as idas à academia mais frequentes. Dezessseis quilos foram embora, mas o temido 'efeito sanfona' chegou a dar as caras. Mesmo assim, ela não desistiu. 
- Comecei a correr, mas senti dor nos joelhos e na coluna; busquei auxílio médico e ele falou que meu único problema era meu peso. Cortei refrigerante, reduzi açúcar, sal e a ingestão de guloseimas calóricas. Recordo-me bem que fiz inúmeras dietas da moda, o que não recomendo para ninguém. Quando você pensa em emagrecer, cortar a ingestão de alimentos acaba soando como a primeira opção sábia. Esse foi um de meus maiores enganos, afinal de contas hoje consigo comer bem mais.
Thynara conta que encontrou o caminho para o corpo ideal em uma academia menor, já que não se sentia à vontade em outros lugares mais renomados. E, entre os exercícios que faz semanalmente, um se tornou o queridinho da jornalista: pole dance.

- Infelizmente, em locais assim, eles só ajudam quem não precisa de sua ajuda e já está com um belíssimo corpo. Na academia que estou recebi atenção e apoio de profissionais sérios. Eu sou apaixonada por pole dance. Ele te faz ser sexy e forte ao mesmo tempo. Ganhei força, leveza e flexibilidade - observa.
Se antes Thynara tinha vergonha de mostrar os braços, hoje ela deve às duas sessões semanais de pole dance a definição dos membros superiores. Sete meses depois de intensificar a malhação, ela realizou um sonho e usou pela primeira vez uma peça de roupa tamanho 36. 
- Hoje eu tenho uma vida mais ativa, faço musculação três vezes na semana, crossfit três vezes, pole dance, bike e funcional duas vezes. Sei que fui indisciplinada e culpada pela situação em que deixei meu corpo chegar, mas hoje tenho acompanhamento nutricional e fico feliz quando escuto que sou uma ótima paciente. Eu vivia uma vida desregrada e sedentária. Ainda tenho estrias e flacidez do tempo que era gordinha, mas sinto orgulho em não ter ficado me lamentando - finaliza.

14 de janeiro de 2015

Classic X Sexy


Duas grandes atletas do Pole Dance encaram o desafio de executar combos e movimentos a partir de estilos tão diferentes na mesma modalidade, Olga Koda, conhecida pelos elaborados Floor Works e Power Legs encara uma rotina de contemporâneo, assinatura nas apresentações de Michelle Stanek.


Michelle Stanek é a atual campeã americana de Pole Dance e instrutora nas escolas Bodyand Pole e Cruch Fitness, em Nova York. É fundadora da companhia de dança AERA, grupo com o qual já realizou performances de Pole em tecido no Museu de Arte Moderna, Pole Convention e Pole Art, além de acumular prêmios desde 2010 em competições da categoria.




Olga Koda, possui um estilo próprio, conhecido como Exotic Pole, é marcado por movimentos enérgicos e alto grau de flexibilidade. Em 2013 foi considera a melhor Pole Dance pelo PDVA. Atualmente ministrando aulas no estúdio KODA, na russia.

12 de janeiro de 2015

Movimento da Semana

video

Olá Pole Dancers!!!!!

Estamos de volta com o primeiro MOVIMENTO DA SEMANA de 2015!

Corkscrew - Para a realização do Spin, você deve ser capaz primeiramente de executar o Pull Up, basicamente é puxar o corpo para cima usando posição dos braços em 2-1 (cup - cup) e trava armpit. Para obter o máximo de rotação, imagine que seu corpo deve ficar em prancha horizontal, exercendo força suficiente para girar paralelo ao chão. 

Quer aprender Pole Dance? Aulas regulares de Básico, Intermediário e Avançado na ACTION STUDIO (Rua 15, nº430, Setor Oeste. Goiânia-GO)

Este giro também é conhecido como:
  • Body Spiral
  • Forward Spin
  • Corkscrew (Two Handed) (PDC Level 3)
  • Corkscrew Attitude Legs
  • Flying Free
  • Reverse Grab Stag
  • Forwards Barbed Wire
  • Saca Rolha Atitude
  • Banana Peel
  • Reverse Attitude
  • Body Wrap (Star Variation)
  • Ribbon
  • Outside Sun Wheel
  • Lollipop